jusbrasil.com.br
29 de Setembro de 2016

Menor preso a poste é flagrado em novo roubo

O adolescente de 15 anos alvo de justiceiros no mês passado foi detido por policiais militares após roubar um turista em Copacabana

Ulisses Leite, Estudante
Publicado por Ulisses Leite
há 3 anos

Menor preso a poste flagrado em novo roubo

O adolescente de 15 anos que foi amarrado a um poste depois de ter sido espancado foi flagrado praticando roubos na zona sul no dia seguinte à sua saída do abrigo onde vivia temporariamente, noticiou ontem com exclusividade a rádio BandNews FM. Na quarta-feira, ele foi levado à Delegacia Especial de apoio ao Turista (DEAT) após ter sido preso por policiais militares ao tentar roubar um turista em Copacabana.

De acordo com o delegado Alexandre Braga, titular da DEAT, o menor foi conduzido em seguida à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

No dia 31 de janeiro, na avenida Rui Barbosa, no Flamengo, o adolescente foi preso a um poste por um grupo de justiceiros, que chegou ao local em motocicletas – um dos agressores estaria com uma pistola, na versão do jovem. O menor, que tem três passagens na polícia por roubo e furto, foi levado com lesões corporais para o hospital Souza Aguiar, no Centro, mas acabou fugindo da unidade. Na ocasião, fotos suas postadas em uma rede social causaram indignação. O jovem ficou preso a um poste com uma corrente de bicicleta. Na semana seguinte, ele foi até um abrigo municipal no Centro espontaneamente.

Força-tarefa

A ação conjunta entre a prefeitura do Rio e a PM (Polícia Militar) para coibir pequenos delitos na cidade registrou um aumento no número de moradores de rua recolhidos no Flamengo, Largo do Machado, Catete e Botafogo nos dois primeiros dias de atuação da força-tarefa.

No primeiro dia de ações, oito adultos e cinco adolescentes seguiram para a rede acolhedora do município. Já no segundo dia de trabalhos, 16 adultos e dois adolescentes foram acolhidos. Também foram apreendidos pela PM facas, pedras de crack, papelotes de cocaína e frascos com tíner. No programa, iniciado na terça, 250 pessoas trabalham durante as 24 horas do dia.

Fonte: http://noticias.band.uol.com.br/cidades/rio/noticia/100000665417/Menor-presoaposteeflagrado-em-n...

Ulisses Leite, Estudante
Estudande de Direito
"O direito não é filho do céu. É um produto cultural e histórico da evolução humana." Tobias Barreto ............................ email: ulissesleite@gmail.com
Disponível em: http://ulissesleite.jusbrasil.com.br/noticias/113653910/menor-preso-a-poste-e-flagrado-em-novo-roubo

109 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Eu gostaria muito de ler o comentário do senhor Luis Flávio Gomes sobre isso. Ele escreveu vários textos criticando a Rachel e nos taxando de criminosos e bandidos, por termos apoiado a fala dela. Pior foi o site ainda ter me censurado, ao argumento de que eu teria hostilizado o LFG, como se ele se achasse no direito de sair chamando os outros de bandidos e criminosos. vamos lá, senhor LFG. Qual sua opinião sobre a recalcitrância do moço em continuar a delinquir? Ficou com pena? Leve pra sua casa! continuar lendo

Pode ser que agora na terceira reincidência ele resolva ir lecionar a ética dos seus autores prediletos que ele citou ao menor negro vítima dos jovens burgueses opressores. continuar lendo

Grande Alex, concordo plenamente com você. Lembre que no último parágrafo ainda fez graça, querendo adotar a Rachel. Deve ser algum sentimento reprimido... admiração talvez... valeu... continuar lendo

Mui buenas as palavras colegas. Coaduno em número, gênero e grau. continuar lendo

O Luis Flávio e companhia critica porque não é cidadão de andar a pé pelas ruas. Eles não estão sujeitos a um sujeito desses, por isso falam o que falam. Venham sentir na pelé o que nós, verdadeiros cidadãos brasileiros, passamos para ver se eles não mudam de opinião rapidinho. continuar lendo

Cadê os caras que criticaram ativamente a Sheherazade? Adotem esse "pobre coitado"! continuar lendo

E tem gente contra a redução da maioridade penal. Logo estaremos ouvindo que ele matou pelo menos um.
Este "jovem" não pode continuar a conviver em sociedade é preciso apartá-lo e qualificá-lo para este fim.
Corre iminente risco de morte. continuar lendo

Kleiton Cassio da Silva, parabéns pelo comentário, e quanto à "distribuição de renda igualitária", minha renda mensal está sendo insuficiente para minha subsistência, onde eu passo para retirar parte da sua???? continuar lendo